Por que entender hábitos é importante?

2maio - by Filipe - 0 - In Opinião Psicologia Saúde

A virtude moral é uma consequência do habito. Nós nos tornamos os que fazemos repetidamente. Ou seja: nós nos tornamos justos ao praticarmos atos justos,controlados ao praticarmos atos de autocontrole, corajosos ao praticarmos atos de bravura. (Aristóteles)

O conteúdo deste artigo foi todo baseado no livro: O Poder do Hábito do autor Charles Duhigg. Segundo o autor, a chave para se exercitar regularmente, perder peso, educar os filhos, tornar-se mais produtivo, criar empresas revolucionárias e alcançar o sucesso é entender como os hábitos funcionam. Ele procura mostrar que, ao dominar esta ciência, todos podem transformar suas empresas e suas vidas.

Hábitos criam anseios neurológicos e isso explica porque são tão poderosos.

Como são criados novos hábitos?

Juntando uma deixa, uma rotina e uma recompensa, e então cultivando um anseio que movimente esse loop.

Distração do mundo moderno

Quando um computador toca um sininho ou um smartphone vibra com uma nova mensagem, o cérebro começa a antecipar a distração momentânea que abrir um e-mail, por exemplo, proporciona.

É necessário reconhecer que anseio está acionando o comportamento.

Como criar um novo hábito?

Por exemplo, se você quer começar a correr toda manhã, é essencial que escolha uma deixa simples (como sempre amarrar os cadarços dos tênis antes do café da manhã, ou deixar suas roupas de corrida ao lado da cama) e uma recompensa clara (como um doce no meio do dia, um senso de realização ao registrar quantos quilômetros você correu, ou a dose de endorfina que uma corrida proporciona). Porém, incontáveis estudos demonstraram que um deixa e uma recompensa, por si sós, não são suficientes para que um novo hábito dure. Só quando seu cérebro começar a nutrir uma expectativa pela recompensa – ansiar pelas endorfinas ou pelo senso de realização – é que o ato de amarrar os cadarços dos tênis de corrida toda manhã se tornará automático. A deixa, além de deflagrar uma rotina, também precisa deflagrar um anseio para que a recompensa venha.

Precisamos de algum tipo de sinal de que um produto ou serviço está funcionando

Quer fazer mais exercícios?

Escolha uma deixa, como ir para academia assim que acorda, e uma recompensa, como um milkshake de morango depois de cada sessão. Então pense nesse milkshake, ou na injeção de endorfina que você vai sentir. Permita-se desfrutar antecipadamente da recompensa. Por fim, esse anseio vai acabar fazendo com que seja mais fácil entrar na academia todo dia.

Resumindo

São os anseios que impulsionam os hábitos. E descobrir como criar um anseio torna mais fácil criar um novo hábito.

Regra de ouro

Como já vimos os hábitos são um loop de três etapas: deixa, rotina e recompensa.

Se você usa a mesma deixa, e fornece a mesma recompensa, pode trocar a rotina e alterar o hábito. Quase todo comportamento pode ser transformado se a deixa e a recompensa continuarem as mesmas.

Essa regra já influenciou tratamentos para alcoolismo, obesidade, transtornos obsessivo-compulsivos e centenas de outros comportamentos destrutivos, e entendê-la pode ajudar qualquer pessoas a mudar seus próprios hábitos.

Exemplo

Os alcoólatras anseiam por bebida porque ela oferece fuga, relaxamento, companheirismo, alívio de ansiedades e uma oportunidade de libertação emocional.

Para os hábitos mudarem de forma permanente, as pessoas precisam acreditar que a mudança é factível.

O poder de um grupo de ensinar indivíduos e acreditar – acontece sempre que as pessoas se juntam para se ajudar mutuamente a mudar. A fé é mais fácil quando acontece dentro de uma comunidade.

Sabemos que os hábitos são mais maleáveis quando a regra da mudança de hábito é aplicada: se mantivermos a mesma deixa e a mesma recompensa, uma nova rotina pode ser inserida.

Mas isso não é o suficiente. Para que um hábito continue mudado, as pessoas precisam acreditar que a mudança é possível. E na maior parte das vezes, a fé só surge com a ajuda de um grupo.

A mudança legítima exige esforço e autocompreensão dos anseios que impelem os comportamentos. Mudar qualquer hábito exige determinação. Ninguém vai parar de fumar simplesmente porque desenhou um esboço do loop do vício em cigarros.

No entanto, entendendo os mecanismos dos hábitos, fazemos descobertas que tornam novos comportamentos mais fáceis de dominar.

Entender as deixas e os anseios que impulsionam seus hábitos não vai fazer com que eles desapareçam de repente – mas vai lhe fornecer um meio de planejar como mudar o padrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *