Deixe de ser covarde

20maio - by Filipe - 0 - In Nomadismo digital Opinião Trabalho

A persistência é o caminho do êxito. (Charles Chaplin)

Beleza, você que ter sucesso, certo? Você acha que está dando o seu máximo pra isso? Porra, você tem certeza que está lutando por isso pra valer?

A verdade é só uma: você não está.

No seu trabalho ou na sua vida pessoal, não importa onde, imagine que há uma espécie de precipício. A maioria das pessoas querem chegar perto da borda (limite) para ter a melhor vista, mas não conseguem porque têm medo de cair.

A questão é a seguinte: o limite do precipício é onde as coisas mais legais acontecem. Sei que ninguém quer tomar uma decisão errada e irreversível – uma decisão que talvez você nunca se recupere por ter tomado – de certa forma isso é natural. Mas advinha?

Na verdade, você está no meio de um campo aberto, dentro de sua casa, segurando sua mochila, chorando como um bebê enquanto olha para a borda do precipício pela televisão.

Em outras palavras? Você não está nem perto da maldita borda!

Já é hora de parar de ser covarde!

Você quer um blog mais legal, um negócio mais lucrativo, um casamento mais feliz ou uma vida melhor? Você quer conhecer uma pessoa, viajar para Ásia, perder peso ou conhecer uma pessoa asiática que vai te ajudar a emagrecer ou qualquer outra coisa? Ótimo! Faça tudo isso!

Só para deixar claro: para outras pessoas, é bem claro que você não está completamente comprometido. Se você estivesse, você estaria mais próximo de alcançar seus objetivos, não é mesmo?

Você faria os exercícios.

Você trabalharia mais horas.

Você pediria conselhos às pessoas (especialmente se isso te deixasse desconfortável).

Você aprenderia a conversar com as pessoas.

Você daria o seu jeito.

Nada disso requer dinheiro! Tudo que precisa é trabalho duro e autoconhecimento. Não é tão complicado assim.

Veja, a sua falta de progresso é consequência das coisas que você evita porque:

1. Você não tem certeza de como se faz;
2. Você inconscientemente (ou conscientemente) não está afim de fazê-las.

Em outras palavras, você está sendo covarde!

Das duas uma: ou você está paralisado pelo fato de que você não sabe como alcançar seus objetivos (dica: pergunte a alguém que sabe ou pesquise no Google), ou você está com medo de simplesmente fazer (dica: você claramente não está tão afim assim). É simples desse jeito.

É tempo de encarar de frente suas desculpas de não fazer o que você deseja.

 Do que exatamente você tem medo?

Ser ridicularizado ou julgado?

As pessoas a sua volta vão deixar de te amar?

Você está com medo de parecer estúpido ou falir?

Você acha que estaria ofendendo alguém?

Nos deparamos com cada situação absurda no nosso dia a dia, algumas nós rimos outras nós ficamos com raiva, mas a vida segue.

Resumindo

Use o seu senso comum. Milhões de pessoas por todo o mundo têm os mesmos problemas que eu ou você.

Todos nós temos os mesmos tipos de bloqueio. Os que conseguem vencer a ansiedade e obstáculos do caminho e realmente fazem as coisas que precisam ser feitas, são os que conseguem chegar lá. Os outros simplesmente não chegam.

Você pode dizer, “Não Filipe, estou apenas procrastinando. Eu sou assim. Não sou bom em organizar coisas”. Eu diria que isso é besteira.

Examine suas intenções. Existe algo real te segurando. Eu te garanto. A não ser que você queira apenas ficar sentado jogando play station o dia todo, mas acho que existe outra fator ai.

Veja, o final de semana está chegando. Vou te dar um chance. Tudo o que você precisa fazer é não ser um covarde no final de semana inteiro – bem fácil, né? Se você se sentir ansioso por qualquer coisa, faça o seguinte:

Pergunte a você mesmo em alto e bom som: do que eu estou com medo?

Eu te garanto que quando você fizer isso, quando você disser isso em voz alta e ouvir a resposta, você vai ficar se sentindo um pouco estúpido. Porque a maioria dos nossos problemas são estúpidos.

Então, depois que você fizer isso, você vai entrar em ação. Você fará o que tem que ser feito, porque vai estar claro o que você está evitando. E depois desse final de semana, você volta aqui e me diz o que aconteceu, ok? Estou contando com você.

Talvez alguém fique ofendido com esse artigo. Não tem problema. Para vocês que estão nessa parcela de pessoas, eu gostaria de informar duas coisas:

1. Provavelmente você é covarde; e
2. Eu fiz um conteúdo para você e seus amigos do face. Vejam o link abaixo:

Deixe de ser covarde

Para o resto de vocês, voltem ao trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *