3 dicas infalíveis para melhorar sua escrita

16jun - by Filipe - 0 - In Negócios Nomadismo digital Trabalho

Escrevo sem pensar, tudo o que o meu inconsciente grita. Penso depois: não só para corrigir, mas para justificar o que escrevi. (Mário de Andrade)

Dicas de Joshua Fields Millburn, escritor em tempo integral e um dos autores do ótimo site The Minimalists.

1. Sentar na cadeira

Estas 3 palavras mudaram minha vida. Por um longo tempo, eu era um aspirante a escritor – o que significava que eu não escrevia muito. Claro, eu sonhava diariamente com isso, mas escrever não era uma prioridade. Em vez disso, eu passei um tempo passivamente estacionado em frente a telas de incandescentes: ver televisão, ler atentamente Facebook, verificar e-mails, etc.

Só me tornei um escritor quando desenvolvi o hábito da escrever. As pessoas não aprendem a escrever por osmose; é preciso trabalhar. Portanto, esqueça contagem de palavras ou contagem de página, e não se preocupe procurar espaço perfeito para trabalhar – em vez disso, foque-se em sentar na cadeira em um lugar livre distrações, escreva por pelo menos uma hora por dia. Faça isso por um mês e você vai melhorar mais do que você imagina!

2. Crie um blog

Talvez a melhor coisa que já fiz em minha carreira de escritor foi encontrar um espaço através do qual eu poderia me expressar: blogs. Meu único arrependimento foi não começar mais cedo. É uma maneira tão barata e eficaz para se comunicar e agregar valor para outras pessoas. Além disso, a natureza dos blogs fortalece seu hábito de escrita.

3. Vença seu medo fazendo compromissos

Por anos eu queria ser um escritor, mas eu estava apavorado para escrever. E se as pessoas me julgarem? E se a minha escrita for ruim? E se, e se, e se? Paralisado pelo medo, eu permaneci inativo e improdutivo, sempre adiando até “amanhã”.

Para superar esse medo, encontre um parceiro para te ajudar no compromisso de escrever: um cônjuge, irmão, colega de trabalho, ou um ente querido, alguém que esteja disposto a ajuda-lo por 60 segundos por dia. Em seguida, comunique seu parceiro diariamente via e-mail, e inclua:

a) por quanto tempo você se sentou na cadeira,
b) o tema que você escreveu, e
c) por que foi um dia bom ou ruim para escrever.

Demora menos de um minuto para enviar este e-mail, e os benefícios são desproporcionalmente positivos. Experimente por um mês: você vai ver o seu medo desintegrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *